Arquivo

Archive for the ‘linux’ Category

NodeManager como serviço no Linux

Quando temos domínios com grande números de Machines(Node Manager) é interessante colocar o start do node como serviço do Linux, para que quando reinicie a máquina o node já inicialize no start do Sistema Operacional, eliminando o trabalho de logar na máquina apenas para start o node manager. Vou utilizar como exemplo o Oracle Linux 6, baseado no RedHat 6 ou qualquer outro linux baseados nessa distro.

Para usuário de SO eu utilizo o usuário oracle para o weblogic, mas o script precisa ser criado e alterado como usuário root, veja que no script eu mudo a permissão de execução para usuário oracle, assim garanto que o Node Manager não será iniciado como root.

  1. Crie um script startNodeDaemon no diretório init.d com o seguinte conteúdo:

    vi /etc/init.d/startNodeDaemon

    #!/bin/bash
    # chkconfig: 345 96 4
    su - oracle -c ; cd /var/domains/meuDomain/bin; nohup ./startNodeManager.sh & ;
    
  2. Dê permissão de execução para o Script.

    chmod +x /etc/init.d/startNodeDaemon

  3. Adicione o script ao chkconfig que adiciona ao SO pra ser chamado na sua inicialização.

    chkconfig −−add startNodeDaemon

  4. Habilite o chkconfig para que o script fique “ligado” ON

    chkconfig −−level 345 startNodeDaemon on

    Agora é só fazer um reboot no SO e testar se o Node Manager subiu junto com o Linux.

  5. Caso queira desabilitar o script do chkconfig utilize ‘off’ e não será mais chamado.

    chkconfig −−level 345 startNodeDaemon off

  6. Listar todos chkconfig

    chkconfig −−list

    startNodeDaemon  0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
    NetworkManager   0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
    abrt-ccpp             0:off 1:off 2:off 3:on 4:off 5:on 6:off
    abrt-oops             0:off 1:off 2:off 3:on 4:off 5:on 6:off

Anúncios
Categorias:linux, weblogic Tags:,

Linux Liberando Portas < 1024

Sistemas Operacionais Linux usuário não root não tem permissão pra para utilizar portas menores que 1024, para poder utilizar servidor de aplicação nessas portas é preciso criar uma regra utilizando i iptables do linux. Veja como:

  1. Regra para portas 443, sempre que ela for chamada redireciona para 4443

    iptables -A INPUT -i eth0 -p tcp –dport 443 -j ACCEPT
    iptables -A INPUT -i eth0 -p tcp –dport 4443 -j ACCEPT
    iptables -A PREROUTING -t nat -i eth0 -p tcp –dport 443 -j REDIRECT –to-port 4443

  2. Regra para portas 80, sempre que ela for chamada redireciona para 8080

    iptables -A INPUT -i eth0 -p tcp –dport 80 -j ACCEPT
    iptables -A INPUT -i eth0 -p tcp –dport 8080 -j ACCEPT
    iptables -A PREROUTING -t nat -i eth0 -p tcp –dport 80 -j REDIRECT –to-port 8080

  3. Para salvar o iptables

    iptables-save -c > /etc/iptables.rules
    vi /etc/rc.d/init.d/iptablesload

    #!/bin/sh
    iptables-restore < /etc/iptables.rules
    exit 0

    chmod 755 /etc/rc.d/init.d/iptablesload
    cd /etc/rc.d/rc3.d
    ln -s ../init.d/iptablesload S92iptablesload
    cd /etc/rc.d/rc5.d
    ln -s ../init.d/iptablesload S92iptablesload

  4. Para listar o iptables

    iptables –list

  5. Para consultar as regras ativas no iptables

    iptables -t nat -L -n -v

Categorias:linux, Sjsas, weblogic Tags:,

Mysql Comandos Básicos

Instalar mysql 5.1 Linux

 
apt-get install mysql-server-5.1

Iniciar Serviço Mysql

 
/etc/init.d/msqld start

Criar Alias para o mysql

 
alias mysql=/usr/bin/mysql 

Criar Alias para o mysqladmin

 
alias mysqladmin =/usr/bin/mysqladmin 

Logar com usuário Root

 
mysql -u root -p

Criar usuario mysql

 
mysql>CREATE USER 'usuarioTeste'@'localhost' IDENTIFIED BY 'senha123';

Dá permissão de root para o usuário

 
mysql> grant all on usuarioTeste.* to 'usuarioTeste'@'localhost';

Logar com usuário não root

 
mysql -u usuarioTeste -p

Criar Database

 
mysql>CREATE DATABASE novoDatabase;

Mostrar todos DataBase existentes

 
mysql>show database;

Entrar no dataBase

 
mysql>use novoDatabase;

Criar Tabela

 
mysql>CREATE TABLE USUARIOS;

Mostrar todas tabelas existentes

 
mysql>show tables;

Executar Script SQL

 
mysql>\. /tmp/criar_base.sql
Categorias:linux, mysql Tags:,

Comandos do Editor Vi

Comandos de Arquivo
:q Sai do VI
:w Salva alteraçoes feitas
:wq Salva aterações e sai do VI
:q! Sai sem salvar
:w abc Grava arquivo com o nome ‘abc’
:r abc Insere o conteúdo do arquivo ‘abc’
:e abc Edita o arquivo ‘abc’
Modo de Inserção
i Entra no modo de Inserção
a Entra no modo de Inserção, após o cursor
o Entra no modo de Inserção, em uma nova linha
<ESC> Sai do modo de Inserção
Copiar, Cortar e Colar
yy Copia a linha inteira
5yy Copia as 5 próximas linhas
dd Apaga a linha
5dd Apaga 5 linhas
x Apaga uma letra
5x Apaga 5 letras
p Cola o trecho copiado ou apagado
V Seleção visual de linhas
Pulos
gg Pula para a primeira linha
G Pula para a última linha
44G Pula para a linha número 44
w Pula para a próxima palavra
b Pula para a palavra anterior
{ Pula para o parágrafo anterior
} Pula para o próximo parágrafo
( Pula para a frase anterior
) Pula para a próxima frase
f. Pula até o próximo ponto (.), na mesma linha
Desfaz o pulo, volta
Apagando com esperteza
dgg Apaga até o início do arquivo
d0 Apaga até o início da linha atual
dw Apaga a palavra
d4b Apaga as quatro palavras anteriores
df. Apaga até o próximo ponto
d) Apaga até o fim da frase
Outros
J Junta a próxima linha com a atual
u Desfaz o último comando
Ctrl+R Refaz o último comando desfeito
. Repete o comando anterior
hjkl Movimenta o cursor
/ Pesquisa um texto
n Vai para o próximo resultado da pesquisa
:%s/a/b/g Troca ‘a’ por ‘b’ em todo o texto
:!cmd Executa o comando externo ‘cmd’
:r!cmd Insere o resultado do comando externo ‘cmd’
Categorias:linux, Mac, Solaris Tags:, ,

Adicionar Gadgets no Linux

Google Gadgets para Linux no Ubuntu 9 Instalei o Google Gadgets for Linux, ele coloca aquela barra lateral igual o Windows Vista, tem vários Gadgets legais

Instalando Google Gadgets no ubuntu 9.4
1 – Edite o arquivo sources.list

sudo gedit /etc/apt/sources.list


Adicione as linhas abaixo no arquivo.

deb http://ppa.launchpad.net/googlegadgets/ubuntu hardy main deb-src http://ppa.launchpad.net/googlegadgets/ubuntu hardy main

Salve e feche o arquivo.
2 – Agora você precisa atualizar o source list, use o comando:

sudo aptitude update

3 – Instale o google-gadget

sudo aptitude install google-gadgets

4 – Executando o google-gadget

Após finalizar a instalação pressione Alt+F2, e digite ggl-gtk clique em “Run” 5 – Crie um atalho para que o google-gadget inicializa como o sistema operacional.

Vá ao Menu System–>Preferences–>Sessions

Clique no botão “Add” Adicione os seguinte parâmetros.

Name: Google Gadgets

Command: ggl-gtk

Comment: Google Gadgets

Ai é só curtir as opções de Gadgets existentes nas configurações.

Categorias:linux

Dispositivo USB VirtualBox Ubuntu9

Virtual Box no Linux Ubuntu 9

Instalei o VirtualBox (2.2.0) no Ubuntu9. Para instalar o Windows XP e futuramente o Solaris.

Instalei o Windows XP e precisei utilizar as portas USB do notebook para utilizar HD-externo, ipod, celular e outra coisas.

Nada que eu plugasse nas portas USB funcionava, o ubuntu dectectava mas a virtualbox não.

Depois de tentar pela força bruta e apanhar bastante eu encontrei a solução para fazer os dispositivos funcionarem:

1 – Edite o arquivo fstab eu utilizei o vi, mas pode ser qualquer outro editor.

  sudo vi /etc/fstab

2 – Adicione a seguinte linha ao arquivo fstab:

none /proc/bus/usb usbfs devgid=46,devmode=664 0 0

Obs *
46 é o ID do grupo “plugdev”, vem por padrão no Ubuntu Intrepid Ibex)

Salve o arquivo e no terminal digite:

  sudo mount -a

Esse comando monta todas USB para ser utilizada pela VirtualBox.

Agora é só reniciar o VirtualBox e rodar seu SO “no meu caso Windows XP”, na barra inferior do VirtualBox mostra os dispositivos clique com o botão direito nele e selecione a USB, ou vá no menu Dispositivos->Dispositivos USB e escolha o dispositivo USB que deseja usar!

Categorias:linux

Ubuntu com cara de Mac

05/21/2009 1 comentário

Linux Ubuntu com cara de Mac. Um dia vi em um site alguns skins para ubuntu e vi um que tranformava o Ubuntu em Mac. Começei a pesquisar, encontrei um projeto free. Baixei o manual e o pacote, nem ia instalar mas como a curiosidade é grande, abri o pacote e tinha 2 scripts INSTALL e UNISNTAL, tentação demais pra mim, se der merda eu removo.

Tutorial para se quiser refazer posteriormente ficar registrado.

1– Antes vamos instalar alguns pacotes GNOME-Arts. Abra um terminal e digite:

sudo apt-get install gnome-art


->Senha de root

sudo usplash startupmanager

2 – Instalar fonts do Mac. No terminal digite:

sudo apt-get install -y msttcorefonts

3 – Depois para carregar as fontes digite:

sudo fc-cache -f -v 

em seguida digite:

dpkg-reconfigure fontconfig

Feche o Terminal.
5 – No sourceforge baixe o pacote mac4lin v1.0 rc1.tar.gz : clicando aqui…

6 – Desconpacte em algum diretório /temp “por exemplo”.

Para descompatar utilize os seguintes comandos no terminal.

sudo chmod 777 Leopard_Wallpapers.tar.gz
unzip Leopard_Wallpapers.tar.gz
tar -xvf Leopard_Wallpapers.tar.gz

7 – Entre no diretório criado : (no meu caso criou com esse nome, mas pode se outro)

cd /mac4lin/Mac4Lin_v1.0_RC1$

8 – Mude a permissão do instalador

sudo chmod 777 Mac4Lin_Install_v1.0_RC.sh

9 – Execute o arquivo para instalar

./Mac4Lin_Install_v1.0_RC.sh

* Veja que seu linux já está com cara de Mac.

Algumas alterções pós instalação

10 – Alterar algumas fonts usadas no Gnome, então va em: Sistema->Preferências – abra a aba Fonts, e altere a configuração para:
a) Font de aplicativos – bitstream vera sans – estilo – roman – tam. 8,6

b) Font de documentos – aquabase – estilo – regular – tam. 9,0

c) Font da area de trabalho – trebuchet ms – estilo – negrito – tam. 9,0

d) Font do titulo de janelas – lucida grande – estilo – bold – tam. 9,0

e) Font de largura fixa – bitstream vera sans mono – estilo – roman – tam. 10,0

e clique em fechar.

11 – Abra Sitema->Administração->Gerenciador de Pacotes Synaptic e digite sua senha: No quadro busca rapida digite AWN e clique em aplicar.

12 – Vá em Aplicativos->Acessórios->Avant-window-navigator.Note que criou-se na parte inferior de sua tela, botões em 3D igual ao do Mac.

13 – Para adicionar mais botões nessa área é simples, vá em: Aplicativos selecione os programas de sua preferencia nas abas correspondentes ex:( acessórios, escritório, gráficos etc.), clique no programa escolhido e não solte o mouse, arraste ate essa nova barra que se criou na parte inferior de seu computador e solte-o. E assim agregará seus novos botões.

14 – Para manter essa barra sempre ativa quando iniciar o Ubuntu é simples: no terminal root digite:

avant-window-navigator. 

( Ela será executada ).

a) Vá em Sistema->Preferencias->Sessões, na aba Programas Iniciais clique no botão adicionar, abrirá uma caixa de dialogo:

b) Em nome digite: awn em comando digite: avant-window-navigator e em comentario não digite nada.

c) Verifique que sua nova entrada foi adicionada com o nome awn e feche este quadro

15 – Transforme o Firefox , na aba Ferramentas->Complementos na aba Adicionar pesquise por MacOSX. Instale o plugin que transforma o visual do firefox em Safari.

E Pronto ! é só curtir o novo visual.

Categorias:linux, Mac